Perfil:
Receber Pagamentos


Arquivos:

Amigos (0)::

POSTS

Receber moedinhas
19/02/2014 às 13:11

Não conheço nenhum mortal que goste de receber pagamentos ou troco por moedinhas. Todo mundo fica um pouco irritado quando vai ao mercado e vem aquela quantia absurda de moedas que não se sabe nem onde guardar tanto volume de metal. Ou ir ao banco e receber pagamentos pelo caixa e levar um monte de moeda pra casa.

 

Descobri hoje no site do Banco central do Brasil que pessoas físicas e jurídicas por lei podem receber somente uma quantidade limitada de moedas de metal.

Essa quantidade se resume a 100 moedas de cada valor, o mesmo vale para os bancos que podem receber pagamentos nessa quantidade de moedinhas. Pode ser reconfortante pensar que a próxima vez que quebrar seu porquinho, você poderá ir ao banco e se quiser trocar por dinheiro de papel ou obrigar alguém a aceitar por lei as suas 100 moedas de cada valor você esta amparado por essa lei. Mas a questão é que a recíproca também e verdadeira.



Comentários


Viajando e desenvolvendo
19/02/2014 às 13:10

Minha vontade era poder ter um emprego que me permitisse trabalhar remotamente da minha casa ou do lugar que eu escolhesse. Tenho um amigo que esta criando uma api de pagamento online para uma empresa brasileira e está trabalhando de Londres algumas horas por dia, ele recebe um pagamento mensal por esse projeto e quando entregar o projeto vai receber uma bonificação da empresa.

Vejo que tudo está saindo bem pra ele, está vivendo bem por lá, viajando para vários países e aperfeiçoando seu inglês. Ele conta que em alguns dias ele trabalha bem mais que 8 horas, mas que isso não deixa ele incomodado, que ele está super feliz por ter liberdade de viajar e poder trabalhar desenvolvendo a api de pagamento online.

Também disse que quando terminar esse trabalho a empresa já tem um novo projeto esperando por ele e disse que não vai tirar férias, que ele vai seguir trabalhando e viajando com o dinheiro do pagamento da api de pagamento online e já planeja uma nova viagem com o dinheiro do outro projeto.



Comentários


Conversa de negócios
10/02/2014 às 10:02

 Sentada em um café, em plena avenida, desfrutando do meu café da manhã com bolinho de banana e nozes e um delicioso café com leite, escuto um casal na mesa do lado falando sobre negócios. Não que eu seja o tipo de pessoa que fica escutando a conversa alheia, mas eles estão falando em um tom bastante alto sobre as estratégias de negócios que é impossível não escutar. Ainda mais que eu estou sozinha, sentada do lado deles e tentando me concentrar nas notícias que leio no meu computador, ou na MPB que está tocando bem baixinho.

Mas não consigo me concentrar e escuto a conversa deles falando principalmente sobre como fazer a venda de seus produtos na internet. Eu acho que são móveis, pois eles falam das opções de cores, modelos e tamanhos dos módulos. O que mais os preocupa nessa transação da internet é receber pagamentos e imagino que essa é realmente a preocupação de todo comerciante, principalmente porque pela internet não dá para ver o cliente.

Até deu vontade de participar da conversa deles, pois receber dinheiro pela internet hoje em dia não é mais um bicho de sete cabeças. Se eles venderem em uma página confiável, essa transação é mais fácil do que eles imaginam.

Eles podem anunciar os produtos em uma página da internet com venda massiva de itens, separados por produtos e fazer a venda em uma plataforma segura, onde cliente e vendedor se sentem confortáveis com a proposta. Eu recomendaria o Mercado Pago para eles. É fácil e os clientes está estão acostumados com a forma de venda. Então fica muito mais fácil chegar ao consumidor interessado no produtos deles. E eles ainda têm a garantia de receber os pagamentos em tempo e forma.

Só que eu não comentei nada com eles. Bem que poderia, mas como não os conhecia, preferi não dar minha opinião. Espero que eles leiam meu blog e que saibam que escrevi especialmente para eles.



Comentários


Novos sem√°foros
05/02/2014 às 12:14

Já vi tanta criatividade pelo mundo, cada coisa maluca e inacreditável, até me deparar com o autor do novo semáforo da Bandeirantes. Isso mesmo, agora a avenida Bandeirantes, em São Paulo vai ter um novo semáforo em homenagem ao monumento às Bandeiras.

O camarada fez o novo desenho dos semáforos da região e já tem novos projetos para desenhar os semáforos de outros pontos turísticos da cidade e inclusive de outros países. Tenho que confessar que quando o encontrei para uma entrevista me admirei da sua perspicácia.

Ele não só foi o idealizador do novo semáforo aqui em São Paulo, como sua ideia já passou pela fronteira e até cruzou o mar: já desenhou semáforos para as cidades mais importantes do mundo, nos principais pontos turísticos.

“Eu sempre gostei de criar ícones. Comecei como designer gráfico para uma editora importante e sempre fiz ícones para as páginas de muitas revistas. Adorava. Até que um dia, cruzando a avenida Paulista, olhei para o semáforo e pensei que ali poderia ter um ícone. Não demorou muito, fiz um projeto de desenho para o governo do Estado e criei minha própria empresa na internet. Mas quem aprovou o primeiro projeto para poder realizá-lo, foi o governo de Roma. Depois dele decidi que deveria receber os pagamentos pela internet e foi por isso que fiz um api pagamento ecommerce. Uma forma segura de receber pela internet e entregar meus desenhos pelo mundo inteiro. Já tenho semáforos em muitas cidades do mundo, inclusive em Dubai, que ainda não conheço” sorri.

A originalidade da proposta foi um diferencial na sua carreira. “Ninguém fez uma proposta como a minha e depois da primeira aprovação, resolvi mostrar minhas ideias para o mundo inteiro” disse. E o melhor de tudo isso é que funcionou e hoje lhe proporciona uma grande satisfação.



Comentários


Vender almofadas pela internet
05/02/2014 às 12:12

Hoje em dia é comum ver os mais diversos objetos à venda na internet. Você encontra de tudo, desde material importado até artesanato. E essa é a proposta da Casa Glória, uma empresa artesanal de almofadas que vende pela internet. É artesanal porque apenas duas pessoas confeccionam as almofadas que são vendidas em todo o país.

Como eu comprei algumas almofadas lindas com elas e ainda fiz alguns cursos de artesanato, como o de pintura em tecido e de pintura em azulejo (que me serviu para decorar o banheiro reformado do meu apartamento), conversei muitas vezes com elas e quis saber um pouco mais de como surgiu a ideia de vender almofadas e cursos de artesanato pela internet.

“Tudo começou quando buscávamos inspiração na internet. Víamos ali uma grande possibilidade de compartilhar as coisas lindas que encontrávamos e inclusive de fazer nossos clientes. E como esta foi a nossa ferramenta principal, pensamos que também podíamos receber os pagamentos e com o tempo começamos a receber dinheiro vendendo pelo mesmo canal que usávamos para buscar inovação, já que estamos conectadas praticamente o dia inteiro” disse a Cláudia, uma das idealizadoras.

Foi uma experiência muito interessante para as duas. “Eu não tinha ideia que seríamos tão conhecidas. Hoje trabalhamos o dia inteiro, e muitas vezes até nos fins de semana para dar conta de todos os pedidos de almofadas. A Casa Glória é um sonho feito realidade. Nós estamos muito satisfeitas com a repercussão. Inclusive estamos pensando em aumentar nosso negócio e contratar mais costureiras para poder atender a toda a demanda que chega do país inteiro” disse.

“Quem sabe até contratar uma pessoa para administrar os pedidos, pois como são personalizados, dão um pouco mais de trabalho. O cliente pode escolher por cor e desenho na página, que nós fazemos e enviamos para o domicílio” conta.



Comentários


Monte teu projeto na internet
05/02/2014 às 12:10

Quem quer saber quais os passos para montar um projeto na internet precisa seguir o seguinte caminho que vamos informar hoje. O difícil mesmo é começar, pois os primeiros passos são os que exigem mais atenção, já que é mais fácil se perder com a quantidade de pequenas tarefas do início.

Além do que, antes de ter o seu projeto online, tem certas tarefas obrigatórias que podem evitar ter que fazer mudanças bruscas no futuro. Todas as melhoras e adaptações que puder realizar na fase inicial são mais fáceis de implementar nesta fase inicial do que executá-las o meio do projeto quando estiver online. Por isso, defina bem qual o nicho de mercado, qual o modelo de negócio e um projeto viável.

Saiba que uma ideia perfeita não existe. E você não vai saber se a tua ideia pode funcionar ou não até que a coloque em prática. E antes de tudo identifique o nicho de mercado que vai trabalhar. Coloque metas seguras e tangíveis e utilize os recursos disponíveis que estão a seu favor.

Elabore um modelo de negócio que se possa escalar com o tempo. Implemente processos para aumentar teu faturamento e não dependa do número de pessoas contratadas ou qualquer outro tipo de custo fixo.

Faça um cálculo da viabilidade, tudo começa com uma planilha, que vai ser tua aliada sempre. Aprenda a controlar sua informação, vai ser muito útil.

E uma vez viabilizado e implementado o projeto, não deixe de publicar na internet. É sua melhor aliada para vender e promover a sua marca. Você pode fazer um api pagamento ecommerce para receber pagamentos pela internet e a partir daí controlar em planilhas. Com o tempo, vai ver que é mais prático e tendo controle da informação, vai poder tomar melhores decisões para o seu negócio crescer.



Comentários