Perfil:
Receber Pagamentos


Arquivos:

Amigos (0)::

POSTS

Ligado com todo mundo
29/08/2013 às 21:24

Está com vontade seu negócio próprio? Então saiba o que priorizar para não ficar na vontade e morrer tentando. E assim com algumas dicas de outros empresários pequenos e outros com mais sucesso no mercado, você vai entender que saber o porquê do seu negócio é mais importante que o quê quando você monta um negócio novo.
A primeira lição que um empresário tem que saber é saber bem o que o seu cliente quer. É mais do que saber o que ele precisa. Além do que você precisa conhecer seu negócio e cada processo para poder apresentar as soluções adequadas para cada problema que apresentar.
É bom fazer um estudo do mercado ou mesmo entrevistas com potenciais clientes. Mas você precisa fazer mais do que isso para poder vencer. Por que não basta somente saber qual é a necessidade do seu cliente.
Não basta com oferecer o produto adequado, com um preço justo. Você precisa estar na internet, acessível para muitos outros potenciais clientes que ainda não conhece. E o mais importante, você precisa disponibilizar o pagamento pela própria internet. E isso é muito fácil. Você só precisa fazer um api pagamento online e assim vai receber pagamentos pela internet. Desta forma seu cliente recebe em casa o produto comprado e isso agrega um grande valor à experiência de compra: o conforto.
Com o tempo você vai precisar armar estratégias para atrair mais e mais clientes para a sua página. E principalmente para manter os clientes que foi conquistando. É por isso que não convém usar os preços baixos como estratégia, pois você não fideliza seus clientes, já que eles estão sempre buscando preços mais baixos. Use como estratégia uma comunicação clara com cada um dos seus clientes. Isso sim agrega valor.



Comentários



Vender uma capa invisível
29/08/2013 às 21:23

Outro dia estava falando com meus amigos sobre a criatividade do povo brasileiro. A gente encontra de tudo na internet, tudo mesmo. Inclusive produtos inusitados e bizarros. E o mais curioso é que tem gente que compra! Pois é.

Dando uma olhada nos grandes sites de venda aqui no Brasil encontrei uma capa mágica do Harry Potter. E o detalhe é que a capa custava bastante dinheiro como para ser invisível. Mas me chamou a atenção mesmo foi a quantidade de gente que tinha comprado. Como as pessoas podem comprar algo que não vêm?

E eu não me aguentei e me contatei com o vendedor. E ele me disse que era fácil explicar: ele, um grande leitor da série de livros infanto-juvenil, conhecia cada detalhe do livro e dos personagens e decidiu comercializar uma  série de produtos baseados no Best seller. A capa na verdade era um dos itens, mas mesmo sendo invisível, foi um dos mais vendidos.

O que ele fez? “Decidi fazer um api pagamento online para poder receber pagamentos pela internet e publiquei meus produtos na internet. À medida que fui ganhando clientes, fui aumentando o portfólio de produtos e a capa foi um dos últimos itens incluídos, mas bem aceito pelos clientes. Geralmente são pessoas que participam de cosplay entre outras festas à fantasia e a capa sempre gera um bom comentário, pois é absolutamente à base da imaginação”, disse.

Mas, e o valor que as pessoas pagam para ter algo imaginário? “Vale mais a imaginação que você cria a respeito do que você tem. É como um amigo imaginário e de valor absolutamente sentimental. Justamente por isso é caro”, conta. Ele mesmo ficou maravilhado com a quantidade de clientes procurando a capa. “Tenho um estoque inesgotável de capas, se todos quiserem” brinca enquanto mostra que os outros produtos também têm boa saída.



Comentários


Uma ideia simples num grande negócio
27/08/2013 às 21:35

Você sabe surpreender seu cliente? Pois bem, hoje vamos falar de muitos negócios realmente surpreendentes que vimos na internet nos últimos dias. Já falamos de vender jogadores de futebol pela internet, de delivery de café (com promessas de ampliar o escopo do trabalho para entregas de chocolate em domicílio). Mas você já pensou em vender o serviço de cabeleireiro pela internet?

Um estúdio na Inglaterra decidiu fazer e tem sido o maior sucesso entre os jovens. “Tudo começou no inverno, quando a queda de clientes é intensa por causa do frio e dos dias úmidos” conta numa entrevista o criador do conceito.

“Eu gosto de ser cabeleireiro e não queria trabalhar em outra coisa no inverno devido à queda de clientes. Por isso, em um dia com meus amigos resolvi trabalhar a domicílio também, para completar meu salário. Atendia alguns clientes pelo bairro e foi aí que um deles me perguntou se podia pagar com o cartão. Até aquele momento eu não podia receber e acabei perdendo o cliente” disse.

Então resolvi fazer uma página para oferecer meu serviço e também para poder receber pagamentos pela internet. “Isso me garantiria ter o pagamento no dia em que fosse trabalhar na casa de um cliente, sem precisar fazer fiado e muito menos sem perder o cliente por não aceitar o pagamento com cartão de crédito” conta.

“Fiz um api pagamento online, para que minha página fosse profissional e assim conquistasse muitos clientes da região. Hoje eu contrato cabeleireiros para fazer esse trabalho por mim, já que a quantidade de clientes aumentou exponencialmente” afirma.

“Estou satisfeito com a ideia e penso em patentear, assim meu nome fica registrado como um facilitador da minha categoria” conta satisfeito. O que começou com uma simples ideia, hoje para ele é um grande negócio e que tem muito futuro.



Comentários


Vender uma nave
27/08/2013 às 11:22

Quem comprou a capa invisível do Harry Potter, podia ter comprado também a nave invisível da Mulher Maravilha. Se tem gente que compra coisas invisíveis na internet, a dona Cleide pode confirmar e até assinar em baixo. Ela é a fiel testemunha de ter vendido a nave invisível da Mulher Maravilha pela internet.

Tudo começou com uma brincadeira dela, em uma festa a fantasia. Todos se surpreenderam quando ela apareceu vestida de mulher maravilha e afirmando que havia chegado na nave invisível. Entre todos a brincadeira foi motivo de gozação e ela, decidida a comprovar que outras pessoas também acreditavam na nave invisível, resolveu publicar na internet a venda da nave invisível para poder comprovar.

O anúncio durou alguns dias, quando ela recebeu a confirmação do pedido de compra. E vender foi fácil, ela só tinha que receber pagamentos pela internet e mandar pelo correio. “Fiz um pacote bonito com a “nave invisível” dentro e a chave. Coloquei no correio depois de receber o dinheiro do pagamento e quando a cliente recebeu, ainda me agradeceu” disse a vendedora entusiasmada.

Ela ainda afirma que não pensa em vender muitos itens invisíveis pela internet. “Agora quero me dedicar ao meu comércio mesmo que é de festas infantis. Faço fantasias para festas de crianças e depois da minha primeira experiência vendendo pela internet, vou me dedicar mais a vender o que realmente eu sei fazer” disse entusiasmada.

O comércio de produtos pela internet vem aumentando cada dia mais e hoje é possível encontrar absolutamente de tudo. Basta ter imaginação e encontrar o cliente certo para a sua proposta. Alguém sempre encontra algo que está procurando e quem está disposta a vender pela internet, sabe que é uma maneira fácil e prática de colocar em marcha o seu negócio próprio. Inspire-se na ideia e faça seu próprio comércio!



Comentários


Seu sonho pode-se fazer realidade
25/08/2013 às 16:03

Você gosta de cozinhar? Acha que tem dom para preparar os mais deliciosos pratos e atender aos paladares mais exigentes? Pois saiba que este pode ser um negócio promissor. Hoje em dia mais e mais restaurantes e bares são abertos nas grandes cidades, a fim de atender aos mais diversos públicos. E saiba que a internet pode ser tua aliada.
Isso mesmo, não só estão aparecendo restaurantes e bares com fachadas grandes nas portas, como também restaurantes a portas fechadas, aqueles que geralmente o cliente reserva antes de ir (e só pode ir com reserva confirmada), pois fica na casa de alguém, ou mesmo é um local pequeno que atende a determinada quantidade de pessoas. Agora a moda também está em oferecer o serviço de cozinha pela internet.
É fácil, e o que começou com um boca a boca na Europa, está chegando a estas terras com bastante força e provavelmente é a tendência na área gastronômica.
Consiste em fazer uma página, com uma agenda e pratos pré determinados e uma opção para o cliente escolher, um parte desta página é destina a receber pagamentos, com um api pagamento ecommerce e assim o cliente escolhe dia, horário, a refeição e para quantas pessoas e faz o pagamento pela internet mesmo. O cozinheiro vai até a casa do cliente, ou o lugar escolhido, que pode ser uma festa, um evento social ou até um jantar romântico.
Opções não faltam e com a criatividade é possível explorar mais esse nicho de negócio. Tem até quem oferece decoração para pequenos eventos, como um jantar romântico, um almoço de negócios, um catering para reuniões. Além do que é possível se associar a outros cozinheiros para atender festas maiores.
Sem dúvida é uma oportunidade incrível para quem quer se lançar no mundo gastronômico e não tem como arcar com os custos de um restaurante por exemplo.



Comentários



Casa na praia
22/08/2013 às 19:39

Eu que quero tanto uma casa na praia, moro em plena cidade. Minha prima que mora na praia, tem o sonho louco de morar na cidade grande. Acho que desejar o que o outro tem é algo mais comum do que eu imaginava. Todos os dias é um produto novo de tecnologia, um celular mais bonito ou mais moderno, uma roupa nova, um estilo, até mesmo um café novo.

A novidade é o que nos vai ganhando pouco a pouco e quando menos percebemos, somos totalmente diferentes de anos atrás. Temos gostos diferenciados e quem diria, fazemos coisas que a anos atrás jamais pensaríamos em fazer.

E isso nos torna mais antenados na vida. A gente tem sede de notícias, de saber dos outros, de conhecer o outro lado, simplesmente para saber onde estamos parados. É por isso que quem tem um negócio, hoje em dia tem que estar presente na internet. E se puder vender o produto por este canal, melhor ainda. Hoje existe o api pagamento online, para que o vendedor receba de uma forma muito confortável e segura o valor de seus produtos ou serviços vendidos.

E não pense que receber pagamentos pela internet seja difícil, não! É muito fácil! Pensa só: você só tem que se preocupar em mostrar seu produto ou serviço na internet, o que hoje em dia é relativamente fácil para quem é usuário de internet e fazer a entrega pelo correio (ou se preferir, pode entregar pessoalmente também).

Desta forma você tem acesso a muita gente diferente (ou pelo menos que passaria pela porta do seu negócio), ganha novos clientes em diversos lugares e se o serviço for bom, o boca a boca pode te levar a novos clientes. Diga a verdade: a modernidade não está a favor do seu negócio? Basta produzir algo inovador!



Comentários



Uma ideia simples num grande negócio
21/08/2013 às 22:28

Você sabe surpreender seu cliente? Pois bem, hoje vamos falar de muitos negócios realmente surpreendentes que vimos na internet nos últimos dias. Já falamos de vender jogadores de futebol pela internet, de delivery de café (com promessas de ampliar o escopo do trabalho para entregas de chocolate em domicílio). Mas você já pensou em vender o serviço de cabeleireiro pela internet?

Um estúdio na Inglaterra decidiu fazer e tem sido o maior sucesso entre os jovens. “Tudo começou no inverno, quando a queda de clientes é intensa por causa do frio e dos dias úmidos” conta numa entrevista o criador do conceito.

“Eu gosto de ser cabeleireiro e não queria trabalhar em outra coisa no inverno devido à queda de clientes. Por isso, em um dia com meus amigos resolvi trabalhar a domicílio também, para completar meu salário. Atendia alguns clientes pelo bairro e foi aí que um deles me perguntou se podia pagar com o cartão. Até aquele momento eu não podia receber e acabei perdendo o cliente” disse.

Então resolvi fazer uma página para oferecer meu serviço e também para poder receber pagamentos pela internet. “Isso me garantiria ter o pagamento no dia em que fosse trabalhar na casa de um cliente, sem precisar fazer fiado e muito menos sem perder o cliente por não aceitar o pagamento com cartão de crédito” conta.

“Fiz um api pagamento online, para que minha página fosse profissional e assim conquistasse muitos clientes da região. Hoje eu contrato cabeleireiros para fazer esse trabalho por mim, já que a quantidade de clientes aumentou exponencialmente” afirma.

“Estou satisfeito com a ideia e penso em patentear, assim meu nome fica registrado como um facilitador da minha categoria” conta satisfeito. O que começou com uma simples ideia, hoje para ele é um grande negócio e que tem muito futuro.



Comentários



‚ÄúVi uma oportunidade de neg√≥cio e acreditei nela‚ÄĚ
21/08/2013 às 22:28

Quem não gosta de se sentar em um café para desfrutar de um dia frio e de sol vendo o tempo passar? Pois bem, já encontrei na internet delivery de café. Foi uma das coisas mais curiosas que encontrei e não só isso, eles têm entrega em praticamente todo o bairro.

O negócio parece louco, mas não é. Um dia estava sentada em uma praça, quando me bateu aquela vontade de tomar um café com leite. Só que eu não queria sair dali, pois estava um sol gostoso e na sombra fazia muito frio.

Aí resolvi consultar no meu celular onde tinha um café mais próximo, pois minha intenção era justamente ir buscar um café, mas tomar ali mesmo, em baixo do sol. E me encontrei com uma página de delivery de café. Achei estranho, mas acessei a página e fiz o pedido. Paguei com cartão e em menos de quinze minutos, vi uma pessoa chegando com uma bandeja e um copo descartável tapado. Era meu café com leite chegando! Não podia acreditar.

Me chamou tanto a atenção que resolvi falar com o idealizador da página, pois a ideia era muito boa. Agendei uma entrevista e fui falar com ele, que me atendeu numa boa. Me contou como surgiu a ideia e de todos os convênios com bares do bairro que ele fez. E ele ainda comentou “fiz um api pagamento online, assim os clientes podiam comprar na página da internet mesmo ou até pelo celular e assim poderiam receber seus cafés onde estivessem. Isso me habilitou a receber pagamentos pela internet e para o cliente, foi uma experiência incrivelmente fácil”.

Ele ainda pensa em ampliar a ideia de delivery para outros itens como chocolates, sorvetes e outros doces. “Vi uma oportunidade de negócio e acreditei nela” comenta satisfeito com a popularidade que seu delivery tem alcançado nos últimos tempos.



Comentários



Decoração de shopping
21/08/2013 às 22:28

Quem nunca foi a um shopping em época de natal? Pois é, muitos de nós vamos lá só para ver a magnífica decoração feita especialmente para essa época. E não só no Natal, também gostamos de ir em épocas comemorativas, como páscoa, dias das mães, primavera… e sabe por que? Porque está tudo muito bem decorado, como um sonho.

E acredite ou não, esse é um nicho de mercado especializado e que é possível contratar pela internet! “Desde que fiz um api pagamento online, ganhei muitos clientes, donos de shoppings centers e de comércios menores, que contratam meus serviços de decoração. Já viajei pelo país inteiro decorando shoppings” afirma Rosana, dona de um dos maiores negócios de decoração do país.

“Eu passo o ano inteiro planejando a decoração de locais e shoppings do país inteiro. Para isso preciso vender minhas ideias e meus serviços pela internet e dessa mesma forma receber pagamentos pela internet. É mais vantajoso que bater de porta em porta oferecendo um portfólio. AS pessoas ganham mais confiança quando está na internet”, afirma.

Claro que no início foi complicado. “Como em todo negócio que começa de forma artesanal, você vai ganhando pouco a pouco o cliente. E aí passa para o boca a boca. As pessoas só confiam mesmo no seu trabalho depois de um tempo que além de ser bem feito, também tem inovação e cuidado”, conta orgulhosa. “Eu tenho muitos anos de experiência nesse ramos e posso assegurar que você tem que estar atualizada ao máximo com as tendências nacionais e internacionais”.

Casos como o dela são uma grande inspiração para os comerciantes e empresários de todo o país. Profissionalizar um negócio pode ser um desafio grande, mas também é uma enorme satisfação. “Basta ter criatividade e perseverança para seguir um sonho e não parar até conseguir”, afirma.



Comentários



Meu restaurante preferido
15/08/2013 às 18:24

André e Francine são os responsáveis por um dos restaurantes que eu mais gosto aqui em São Paulo: o Caldeiras. Os donos são super atenciosos, além de ter um super critério na hora de contratar cozinheiros. Claro, a Francine é uma cozinheira de mão cheia, formada em uma famosa escola de culinária no Brasil, com cursos pelo mundo afora e o André é um advogado que deixou tudo para seguir o sonho do restaurante próprio com a mulher.

Eu os conheci há muitos anos, quando o Caldeiras ainda era uma portinha com poucas mesas e a própria Francine atendia os clientes e cozinhava. Ela tinha uma assistente, a dona Iara, que hoje é a chef da cozinha. O tempo passou, o restaurante ganhou nome e clientes e eles tiveram que alugar um salão mais espaçoso para atender a fila de pessoas que se formava na porta todos os dias na hora do almoço e da janta. Isso mesmo, as pessoas faziam fila para comer os quitutes da Francine e da dona Iara.

Foi aí que eu resolvi dar uma mãozinha. Eu, cliente cativo das delícias do Caldeiras, não perdia um dia, quer fosse almoço ou janta. Fui conhecendo o local, os donos e as cozinheiras e resolvi fazer uma proposta que todos ficaram contentes: criar a página do Caldeiras e vender os quitutes pela internet.

Foi aí que eu fiz um api pagamento ecommerce, assim o Caldeiras poderia receber pagamentos pela internet. Também me encarreguei de contratar a empresa de delivery, para manter a reputação do restaurante.

Para ter uma ideia do sucesso, a fila nunca diminuiu, os clientes só aumentaram e hoje a cozinha é composta pela chef, dona Iara e dez assistentes de cozinha. Um verdadeiro orgulho para todos nós que vimos o restaurante crescer a cada dia com qualidade.



Comentários



Almoço de domingo
12/08/2013 às 15:20

Domingo é o dia clássico de reunir a família para aquele almoço delicioso ao redor da mesa, muita conversa, momentos felizes e por que não, de muita descontração. E quem nunca teve tão longas conversas com a família depois do almoço e que quando menos perceberam já era a hora da janta? Só que ninguém tinha preparado nada para a comida da noite?

Então, para essas pessoas desavisadas, há o delivery, mas se não tiverem dinheiro na mão, coisa que pouco a pouco a gente está perdendo o costume de ter dinheiro em papel na carteira, fica difícil pedir o delivery por telefone e não ter como pagar.

Pensando nessas famílias desavisadas, a Comida de Casa faz o seu prato preferido e você ainda recebe na sua casa a comida quentinha, como se tivesse saído do forno da sua casa. Um milagre? Não, uma visão de negócio que cresce a cada dia.

“Comecei fazendo eu mesma a comida. Coloquei minha página na internet, fiz um api pagamento ecommerce para poder receber pagamentos pela internet e assim fui ganhando clientes com uma velocidade impressionante. Tanto é que hoje tenho cozinheiros e quase todas as grandes cidades e um grupo de motoqueiros que faz a entrega. Meu desejo é que a comida chegue quentinha e caseira na casa de todos meus clientes” diz Maria José do Carmo, idealizadora da Comida de Casa.

“Na internet o importante é manter a boa reputação entre os clientes, inclusive foi por isso que eu coloquei na minha página uma sessão para os comentários e para as sugestões dos meus clientes. É importante para mim que eles possam comentar e dizer se gostaram ou não, o que mudariam em cada prato e principalmente, que recomendem a amigos e outras pessoas que acessarem a página o que eles mais gostaram de comer” disse.

O menu é variado e hoje cada região conta com receitas tradicionais e especializadas, acorde aos pedidos que foram feitos em cada cidade.



Comentários



O futuro do cart√£o
11/08/2013 às 19:59

Praticamente todo mundo no mundo inteiro usa cartão de crédito. Mas já pensou em usar um cartão com um chip para fazer pequenas compras e inclusive poder usar nos ônibus? Pois bem, esse cartão existe e uma empresa conhecida no mercado está preparada para virtualizar a carga desses novos cartões.

E se esse cartão fosse um adesivo que você cola em qualquer lugar que quiser e o utiliza como um cartão virtual? Esse é um segmento que vai de vento em popa nos Estados Unidos e na Europa, uma verdadeira tendência: um cartão virtual que você carrega pela internet e faz compra em qualquer lugar. Para isso, a Target Money vai lançar no mercado, o Money Sticker, um adesivo que você pode colar no celular, carteira, até mesmo em outro cartão e utiliza como um cartão virtual com crédito para gastar onde quiser.

“A ideia é aproveitar ao máximo a internet e a nuvem e deixar de lado o plástico dos cartões” disse o presidente da empresa. “O cliente usa a internet para carregar seu cartão virtual e através do sticker os locais podem receber pagamentos com a maior segurança. É a maneira mais fácil de receber dinheiro, sem ter que passar um cartão de plástico” garantiu.

“Nós estudamos o mercado interno e internacional para desenvolver algo que fosse completamente seguro e que pudesse facilitar a vida dos nossos clientes. Agora eles não precisam depender da comunicação com o cartão de crédito para poder fazer uma transação. O nosso adesivo funciona também offline, proporcionando uma experiência de consumo absolutamente nova” contou o presidente em uma conferência de imprensa.

A novidade promete revolucionar o mercado, já que os consumos offlines também são memorizados no chip do adesivo e processado quando conectados à internet. “No futuro, sabemos que a conexão em si não será um problema, mas quisemos antecipar para a nossa realidade”, disse entusiasmado.



Comentários



Nova ideia
07/08/2013 às 16:22

Hoje acordei tarde para dar a minha aula de português para estrangeiros. Há anos sou professora e me especializei em alunos que falam espanhol e inglês. Sim, acredite, tem que ser especializado, senão é complicado entender a forma de pensamento dos alunos que aprendem português. Essa foi a maneira que encontrei para facilitar o ensino e garantir o sucesso do curso.

Só que as aulas são presenciais e isso às vezes complica, pois tenho que ir a muitos lugares diferentes e dependo do trânsito. Então hoje tive muita sorte em chegar no horário da aula, pois ao acordar tarde, corria o risco de chegar tarde também na escola.

E é por isso que estou pensando em ampliar a oferta dos meus cursos e fazer um atendimento online. Consultei com outros professores e vi que isso é possível. Você pode vender módulos pela internet de aula particular com um api pagamento online e o aluno não precisa se locomover de sua casa, nem você professor precisa ir até a escola. Estou desenvolvendo essa ideia, pois acho que realmente vai revolucionar minha vida e dos meus alunos também.

Já comentei com alguns se gostariam de ter aula pela internet e não encontraram problemas. O bom é que podemos manter contato por mais tempo, como por exemplo trocar e-mails com dúvidas, fazer exames orais e talvez uma ou duas aulas presenciais no mês, para não perder o contato físico.

E ainda acredito que é mais fácil para mim receber pagamentos pela internet.Vou ficar tranquila que tudo está andando bem, que meus alunos estarão aprendendo e que não deixarei de perceber o salário na minha conta. Sem contar que terei menos gastos de viáticos e menos horas parada no trânsito, coisa que posso dedicar a melhorar as aulas para meus alunos e buscar informação que lhes interesse. Não é uma boa ideia?



Comentários



Fotografia
06/08/2013 às 22:13

Outro dia li na internet novos negócios que estão surgindo para comercializar por esse canal. E vejo que o pessoal realmente tem criatividade. Olha, fico até impressionada! Ainda mais com o povo brasileiro que para mim é tão criativo! Esse povo tem cada ideia louca!

Por exemplo, uma fotógrafa que conheci que transmite os partos online, através de uma página associada a uma grande maternidade em São Paulo. E agora praticamente está filmando e fotografando quase todos os partos que acontecem aí. É como uma produção! E ela ainda conta que para receber pagamentos, prefere que sejam feitos pela internet também, “assim mantenho minha cultura de não usar o papel”, afirma toda orgulhosa.

“O negócio é novo e não conheço mais ninguém que faça isso aqui, mas a verdade é que além de uma mensagem linda de nascimento, é um trabalho gratificante”, comenta a fotógrafa. “Basta ter um api pagamento ecommerce para que tudo seja feito pela internet e as pessoas se sintam confortáveis e seguras com o serviço inovador e a forma de pagamento que já é praticada em quase todos locais que vendem produtos ou serviços pela internet”.

Por dia são praticamente 4 a 5 partos, o que é um montão! Além da filmagem que sai praticamente no mesmo momento em que acontece na maternidade, a fotógrafa também tem a pré-filmagem que consta de armar a produção na maternidade. “Nada que atrapalhe o médico em seu trabalho, mas tenho sempre que estar preparada para entrar na sala de cirurgía”, diz.

E também tem as sessões de fotografia, que ela cobra a parte. “Nesse caso, vendo por fotos ou o álbum completo. E pode ser uma produção com o recém nascido, como a foto do parto em si. O cliente escolhe, mas no geral, o pessoal está fazendo o pacote completo. O que me gera muito trabalho” ri a fotógrafa, satisfeita.



Comentários



Comentar Nos dias de inverno eu gosto mesmo √© de ficar em casa, e voc√™? Principalmente nos fins de semana depois de v√°rios dias de chuva como aconteceu na minha cidade‚Ķ e o legal disso √© que mesmo no conforto do meu lar, posso estar sempre conectada com o mundo. E n√£o √© s√≥ com minha vizinha da minha rua ou com os outros moradores do pr√©dio. Sem sair de casa estou conectada com muitas pessoas diferentes, inclusive de outros pa√≠ses. No fim de semana passado aconteceu justamente isso: dias de pregui√ßa, filmes e meu computador amigo e fiel de todos momentos. Estava em casa, para terminar de fazer algumas coisas da faculdade, al√©m da j√° conhecida pregui√ßa dos dias frios que acompanham todo ser humano. Estava lendo o livro que o Marcelo me deu de presente de anivers√°rio e como est√° em espanhol e tem muitas palavras que eu n√£o entendo, consultei meu dicion√°rio online quando vi uma publicidade de comida org√Ęnica. Tudo bem que uma coisa n√£o est√° relacionada com a outra, mas esse assunto me interessa muito e venho lendo sobre comida org√Ęnica e seus benef√≠cios h√° muito tempo, ent√£o entrei no link e vi que dava para comprar pela internet e fazendo um api pagamento online e eles entregam em casa sem custo adicional em at√© 3 dias, desde que agendados. Quis provar a iniciativa e fui logo selecionando as frutas e verduras que queria comprar. No in√≠cio achei que iria demorar para entregar e que esse prazo n√£o existia, mas na verdade, cumpriram com toda a proposta. E acabou de chegar em casa todas as frutas e verduras fresquinhas que pedi. Um mimo para este inverno: sem sair de casa fiz a feira da semana e evitei sair nesse frio l√° de fora. Voltarei a comprar, pois eles est√£o realmente preparados para receber pagamentos pela internet e entregar em casa. Esta entrada foi publicada em Uncategorized e marcada api pagamento online, receber pagamentos pela internet em julho 16, 2013. Editar
06/08/2013 às 00:09

Nos dias de inverno eu gosto mesmo é de ficar em casa, e você? Principalmente nos fins de semana depois de vários dias de chuva como aconteceu na minha cidade… e o legal disso é que mesmo no conforto do meu lar, posso estar sempre conectada com o mundo. E não é só com minha vizinha da minha rua ou com os outros moradores do prédio. Sem sair de casa estou conectada com muitas pessoas diferentes, inclusive de outros países.

No fim de semana passado aconteceu justamente isso: dias de preguiça, filmes e meu computador amigo e fiel de todos momentos. Estava em casa, para terminar de fazer algumas coisas da faculdade, além da já conhecida preguiça dos dias frios que acompanham todo ser humano. Estava lendo o livro que o Marcelo me deu de presente de aniversário e como está em espanhol e tem muitas palavras que eu não entendo, consultei meu dicionário online quando vi uma publicidade de comida orgânica. Tudo bem que uma coisa não está relacionada com a outra, mas esse assunto me interessa muito e venho lendo sobre comida orgânica e seus benefícios há muito tempo, então entrei no link e vi que dava para comprar pela internet e fazendo um api pagamento online e eles entregam em casa sem custo adicional em até 3 dias, desde que agendados.

Quis provar a iniciativa e fui logo selecionando as frutas e verduras que queria comprar. No início achei que iria demorar para entregar e que esse prazo não existia, mas na verdade, cumpriram com toda a proposta. E acabou de chegar em casa todas as frutas e verduras fresquinhas que pedi. Um mimo para este inverno: sem sair de casa fiz a feira da semana e evitei sair nesse frio lá de fora. Voltarei a comprar, pois eles estão realmente preparados para receber pagamentos pela internet e entregar em casa.



Comentários



Vender m√ļsica pela internet
01/08/2013 às 10:53

Você gosta de ouvir música, mas prefere não comprar um CD inteiro porque não gosta de todas as músicas de um CD? Bem-vindo ao clube. Você não é o único. Até um tempo atrás as bandas lançavam seus CDs de forma indivisível em um compacto, onde os clientes compravam as dez ou quinze músicas, mesmo que quisessem escutar apenas uma ou cinco músicas.

Até que a internet revolucionou esse conceito. Então muitas bandas pioneiras começaram a vender músicas soltas ao invés de CDs inteiros. Antes eram singles, agora as músicas vêm em formato digital que se adaptam a todos os reprodutores existentes, do maior ao menor.

Foi assim que a banda Cazuza Vive começou a vender seus covers na internet, sem contar com um intermediário da indústria. Com preços razoáveis, e acesso garantido do público fã do cantor,a banda cover garantiu um espaço no mercado vendendo suas músicas e fazendo sua própria publicidade.

“Nós mesmos fizemos um api pagamento ecommerce para poder vender nossas músicas e assim receber pagamentos pela internet, já que temos um experto em comércio eletrônico tocando a bateria” conta o vocalista.

“Isso nos diferenciou das outras bandas e desde o início nos permitiu ser independentes na indústria, que pode ser cruel com as bandas que estão começando. E o nosso interesse era mesmo vender nossa música e inclusive vender nossos shows. Por isso hoje estamos tranquilos no mercado, porque somos independentes” conta.

Além da banda Cazuza Vive, outras bandas se inseriram no mercado fazendo o mesmo esquema de venda de suas músicas. O que tem revolucionado os intermediários da música, como o marketing e a distribuição, já que as próprias bandas podem comercializar suas músicas e fazer os shows com um preço muito mais acessível e estimulando o que realmente lhes interessa: a música e fazer os shows.



Comentários